segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

ESTÁ PRONTO O Nº25 DA REVISTA ARGANILIA


O número 25 da Revista ARGANILIA, projecto iniciado em 1992 e que tem recolhido nas suas páginas a história da Beira Serra e dos concelhos que a compõem está concluído.

O presente número é dedicado ao concelho de Tábua, o que acontece pela primeira vez e, sobretudo, a João Brandão - figura incontornável da história local, regional e nacional e que tem mantido acesa a polémica e a paixão, tantos anos após a sua morte.

São 256 páginas com textos de Álvaro Costa, Amílcar Martins, Antonieta Mesquita, António Lopes Machado, António da Fonseca Cortez, David Pinto, Fátima Pais, Filipe Pais, Francisco Correia das Neves, João Alves das Neves, João Brandão, João do Lodeiro, João Macdonald, José Caldeira, José Alberto Pereira, José da Costa Saraiva, Lourdes Martinho, Manuel Fernando Costa, Nuno Mata, Nuno Espinal, Paulo Ramalho, Regina Anacleto, Ricardo Pereira Alves e Silvério Manata.

Segundo o seu vice-director, Nuno Mata, que coordenou todo o projecto e que agora se assume como o responsável pela sua continuação, são nomes de intelectuais, estudiosos ou simples curiosos que aceitaram embarcar nesta aventura dividida em três partes: João Brandão, o mito eterno; Tábua - Património, Arte, Cultura e Associativismo e, ainda, uma Recensão Literária, onde são referidas a digitalização de A Comarca de Arganil e os recentes lançamentos das obras acerca do Convento de Vila Cova de Alva, monografia de Moura da Serra e o álbum de ilustrações de Monsenhor Nunes Pereira. “Faltam muitos assuntos, muitas referências, mas não havia espaço para mais. E muitos dos pedidos de colaboração nem resposta tiveram”, lamenta.

Pode ler-se no editorial que “muito já se escreveu e publicou acerca do beirão João Victor da Silva Brandão. Páginas e páginas de factos ou percepções, de documentos e conversas, de fotografias e ilustrações. Portanto, é perfeitamente questionável a escolha desta figura para tema central deste número da ARGANILIA. Então, porquê este caminho?

Várias ordens de razão assistem a esta opção editorial: a ideia de reunir num único suporte várias vertentes da temática João Brandão - a popular, a erudita, a poética, a epistolar, a gráfica - ainda que sabendo que a maior parte da informação existente continuará dispersa; a esperança que a presente edição possa fazer renascer a necessidade de, uma vez por todas, se determinar com exactidão se Brandão foi facínora ou herói, pois que até aos nossos dias o antagonismo permanece; e o entusiasmo do fundador e Director (agora a título póstumo) da ARGANILIA, Prof. João Alves das Neves, acerca deste personagem e deste assunto.”.
Porém, o vice-director alerta que “o futuro é incerto por motivos vários e a continuidade da revista e do projecto residirão na efectiva colaboração e vontade dos que, ao longo dos anos, inscreveram o seu nome nos milhares de páginas que já constituem os agora 25 números, ou de outros que possam chegar entretanto. Não é, portanto, tarefa para um homem só... Por outro lado, as dificuldades financeiras poderão obstaculizar a edição que se exige anual, uma vez que não existe qualquer conforto financeiro que permita um amanhã risonho e despreocupado a esse nível”.

Argumentando que “Desde o seu aparecimento, Arganilia quis ser rigorosamente cultural, aberta a todos e sem cariz partidário e é por isso que continua”, Nuno Mata concluiu o seu texto de apresentação dizendo que “cumpriu-se uma vez mais a vontade de Veiga Simões e de João Alves das Neves. Preservou-se uma vez mais a Cultura da Beira-Serra.”.

O lançamento da Revista Arganilia acontecerá em Tábua, dia 28 de Dezembro, pelas 21 horas, na Biblioteca Municipal João Brandão.

2 comentários:

Criar Alminhas disse...

Boa tarde.
Gostaria muito que me informasse sobre como poderei obter o citado livro sobre João Brandão, assunto que me interessa particularmente até por ter sido meu ascendente. Importa-se de me dar essa informação, por favor?
E é claro um dia, quiçá, vir a ter o privilégio de o conhecer e trocarmos algumas impressões.
Com os meus melhores cumprimentos
M Graça Mendonça

João Alves das Neves disse...

Prezada Srª. M. Graça Mendonça,

Favor entrar em contato no e-mail fabiola@fesesp.org.br para falarmos sobre o envio do exemplar da Revista Arganilia.

Atenciosamente,
Fabiola